domingo, 27 de fevereiro de 2011

bisavó cantante

Sempre acreditei que há uma enorme diferença entre ser idoso e ser velho! Não se pode escapar de ser idoso (a não ser que se morra jovem, o que não é uma boa alternativa!), mas ficar velho é opcional!
Veja no filme a performance de uma idosa de alma jovem! É emocionante!

quinta-feira, 24 de fevereiro de 2011

Crianças na rua

Dados publicados pelo Estadão (24/02, caderno "Cidades") mostram que quase 24 mil crianças sobrevivem nas ruas das grandes cidades. Elas são expulsas de suas casas pelas brigas entre os pais e irmãos (63%), pela violência doméstica, pelo alcoolismo e drogas, pela busca de liberdade, pela perda de moradia, pela violência e abuso sexual. Quando de seu lançamento, na década de 90, o Estatuto da Criança e do Adolescente foi muito criticado (e continua sendo), pois, para alguns, ele " mimaria" muito as crianças.
As crianças de grande maioria da população são cuidadas, zeladas, protegidas, acarinhadas. Não passa pela cabeça de pais e familiares amorosos seviciá-las, busar delas ou espancá-las. Infelizmente esse não é cotidiano de muitas delas.
Maria Helena Souza Patto, psicóloga, ressalta a inteligência e os recursos pessoais dessas crianças, que lhes permitem sobreviver "num meio adverso". Grandes/pequenos guerreiros, estes, sim. E nem aparecem na Globo nem  ganham prêmio de 1 milhão e meio!!

Bebês bêbados??

Uma matéria do Estadão de hoje, 24 de fevereiro, dá conta de que pediatras defendem a proibição de ingestão de bebidas alcoólicas durante a gravidez. Achei que proibir isso seria o óbvio ululante, mas não é. Estatísticas mostram que de 20 a 40% das grávidas bebem. Esse ato pode causar prejuízo na transferência de nutrientes e oxigênio para o feto, via cordão umbilical ou líquido amniótico, deixando o nível de álcool do bebê e da mãe no mesmo nível. Os efeitos dessa bebedeira precoce vão de malformações na face a retardo mental.
Uma cena do filme "Comer, rezar, amar" traz a seguinte frase: "ter um filho é como fazer uma tatuagem na cara. Você precisa estar muito certa de todas as inúmeras implicações dessa decisão". Deixar de tomar álcool por nove meses é apenas um delas. E é das menores!!

segunda-feira, 21 de fevereiro de 2011

Esse assunto me tira do sério!

Deu no Estadão: a cada 2 minutos, 5 mulheres são espancadas no Brasil. E olha que nem somos iranianas submetidas ao poder de vida e morte dos maridos. Mesmo com a fama de cordiais, alguns brasileiros, infelizmente, são tão trogloditas quanto o homem das cavernas. Tanta coisa mudou no mundo: hoje as mulheres vão à luta para colaborar com o orçamento, estudam, são ouvintes, confidentes, cúmplices, companheiras. E ainda assim, muitas recebem, de quem mais deveria amá-las, violência. Este comportamento fica ainda mais estranho e difícil de entender quando se tem contato com o grande número  dos homens gentis, dedicados, respeitadores, amorosos.
 Dá vontade de vociferar como minha xará deputada Cidinha Campos. Os agressores nem parecem pertencer à espécie humana. Falei e disse.

domingo, 20 de fevereiro de 2011

Mulher quando fica brava!....

video
De vez em quando a mulherada "roda a baiana". Dê uma olhada no vídeo. Você pode concordar ou não com a  veemente manifestação da deputada Cidinha Campos, mas... será que, com meia dúzia de vozes assim as coisas não começariam a mudar?

sábado, 19 de fevereiro de 2011

Fenômenos

Não sou apreciadora de futebol, do jogo em si, suas regras e movimentações. A mim interessam mais as coisas que ocorrem fora do gramado: as "novelas" das contratações, as glórias e fiascos de jogadores e dirigentes.
Não posso, por exemplo, deixar de acompanhar o noticário envolvendo Ronaldo Fenômeno. O rapaz já deu inúmeras alegrias ao povo brasileiro: foi melhor jogador do mundo por 3 vezes, é o maior artilheiro em copas, deu mostras de prodígio e talento. Como todo ser humano, errou em muitas ocasiões, mas não merece, a meu ver, tanta cobrança e até hostilidade, nas fases ruins por que passou e passa.
Acredito que, se a midia mantivesse sobre nossos políticos a mesma marcação cerrada que exerce sobre o craque, as coisas poderiam mudar em termos de comportamento ético de nossos nobres parlamentares. Concordam comigo??

sexta-feira, 18 de fevereiro de 2011

Complemento da nota anterior

Um amigo da Net fez a gentileza de me passar um dado que eu desconhecia. A música citada na nota de ontem é de Arias e Yoni. A versão é de Teixeira Filho.
Meu irmão mais velho, que foi radialista, ficava muito bravo quando se citava músicas sem dar a autoria. Nomear os responsáveis realmente é uma mostra de reconhecimento do talento de quem fez a canção. Por isso o faço agora.

quinta-feira, 17 de fevereiro de 2011

Seria cômico, se não fosse trágico

Eu li no "Estadão", mas desconfio que os demais meios de comunicação também noticiaram: João Paulo Cunha, do PT, foi indicado para presidir a Comissão de Constituição e Justiça da Câmara! Sim, o próprio... O nobre parlamentar é réu no processo em andamento no STF que apura o esquema do mensalão, de triste memória.
A ironia da coisa me fez vir à cabeça duas lembranças antigas: uma letra de música cantada por Edith Veiga (Me dá riza), que terminava assim: "esta cínica farsa de agora faz-me rir, faz-me rir". A outra lembrança é um velho e sábio ditado popular que seria perfeito para a ocasião: isso é o mesmo que pedir a cabrito pra tomar conta de horta!!!
Não desanimemos: o horário de verão termina no sábado e a gente ganha de presente duas meias-noites!!

domingo, 13 de fevereiro de 2011

Novos modelos familiares

Esta eu vi na Net: um casamento no Reino Unido, na cidade de Norfolk,  reuniu Kerry Whybrow, de 66 anos - um ex-bombeiro que decidiu passar por uma operação para virar mulher -, e Alicia Evans, uma lésbica jamaicana 30 anos mais jovem. O casal se conheceu em um site de relacionamentos internacional. Este é o quarto casamento de Kerry e o primeiro desde que se tornou mulher, há 3 nos. Nos três anteriores, a recém-casada ainda se chamava Roger Steed.
E a gente às vezes acha que tem extravagâncias na família...

sexta-feira, 11 de fevereiro de 2011

Dois motivos para se alegrar!

Deu no jornal, na TV e na Net: depois de 17 anos, a Justiça condenou 55 ex-vereadores da Câmara de São Paulo, incluindo um suplente, a devolver R$ 5,3 milhões aos cofres públicos. O valor refere-se ao pagamento de salário entre 1993 e 1994, acima do teto constitucional - pela lei, a remuneração de parlamentares municipais pode corresponder, no máximo, a 75% dos vencimentos dos deputados estaduais. Não cabe mais recurso. A ação começou com uma representação popular que queria explicações sobre o salário dos nobres edis.
Juntando-se o fato da renúncia do ditador egípcio Mubarak, pressionado por manifestantes que, há 18 dias nas ruas pediam sua saída depois de 3 décadas de poder, esta sexta-feira é de festa!
Muita gente deve estar na rua comemorando os dois fatos, com a tradicional cerveja do fim de semana!

quinta-feira, 10 de fevereiro de 2011

Coral de mudos

video
Veja o filminho... e emocione-se! Não resta mais nada a acrescentar!

Caras e bocas

 Tenho recebido há algumas semanas, a título de desgutação, a revista Caras, da Editora Abril. Sei que vou parecer meio ingrata, mas minha opinião sobre a publicação não é das mais lisonjeiras. Na verdade, nada há a aprender com tal leitura. Trata-se apenas de uma série de fotos de ricos e famosos namorando, casando, ficando, descasando, exibindo filhos, mostrando-se em lugares de luxo. A mim me parece acintosa a colocação de famas e fortunas quase agressivas num país de tanta gente pobre. Acredito que a a revista deveria vir lacrada, com um aviso na capa: "Cuidado: cenas de narcisismo explícito"!!

terça-feira, 8 de fevereiro de 2011

Inverno e verão

Cenas na Net mostram americanos do norte lutando contra os rigores do inverno. Uma mulher foi fotografada com o rosto coberto de fios de neve, como se seus cabelos estivessem congelados.
Uma prima belga, visitando o Brasil pela primeira vez em 1993, achava lindas as nossas garotas saindo de casa com os cabelos molhados, recém-lavados. Isso é impossível na Bélgica, onde ela vivia, particularmente nos meses de inverno, quando a temperatura pode chegar a 20 graus negativos.
Viver num país tropical tem suas vantagens. Mas, em nossos janeiros e fevereiros chego a pensar que talvez a natureza não precisasse exagerar tanto em calor e tempestades. Nada é perfeito, concordam? 

domingo, 6 de fevereiro de 2011

O sonho de Ìcaro

O "Estadão" de domingo, dia 6, traz matéria sobre o aumento de passageiros que optam pelo avião para ir a São Paulo, saindo das  "maiores cidades do interior": Bauru, Ribeirão Preto, São José do Rio Preto, Araçatuba, Marília e Presidente Prudente. As promoções oferecidas para seduzir os interessados fazem o preço da passagem de avião ser mais acessível que a do ônibus ou as despesas com o carro.
Voar pode ser rápido, tranquilo, confortável . Além disso, faz a gente concretizar um sonho milenar da espécie humana. No caso brasileiro, falta  ainda acertar detalhes como conforto, pontualidade, serviço de bordo mais atraente. Chegaremos lá!Voando!

sábado, 5 de fevereiro de 2011

Apagão: nem tudo são trevas

O "Estadão" fala em 46 milhões de pessoas sem luz, na madrugada de sexta-feira, 4 de fevereiro. A "Folha", em 33 milhões. Seja o que for, é muita gente!
Já haviam, nossos pais da pátria, em outras ocasiões de trevas, prometido que não teríamos mais esse problema. Quem não acreditou, não se espantou.
Fazendo o jogo do contente, pode-se dizer que nem tudo é escuridão em ocasiões como essa. Elas fazem acender nossas mentes para o entendimento da capacidade de trabalho de nossos governantes. E pensemos também o seguinte: acrescido o fato de ter ocorrido numa sexta-feira, dia nacional da cerveja, o escurinho deve ter propiciado muitos encontros amorosos. Talvez daqui a nove meses se registre um incomum aumento de parturientes em nossos preparadíssimos hospitais públicos.
Será o baby-boom do apagão!

sexta-feira, 4 de fevereiro de 2011

Fumar ou não fumar

Deu no "Estadão": uma lei da Câmara Municipal de Nova York proibiu o fumo nos 1.700 parques (uau!! é muito parque, hein?) da cidade e em seus 22 km de praia. A medida agradou e desagradou a muitos. Os opositores da lei dizem que "ela fere liberdades individuais".
Não faço parte da patrulha radical anti-tabágica e acredito que pessoas adultas têm direito de envenar-se lentamente, enchendo os pulmões de nicotina e outros componentes cancerígenos do tabaco, se assim o desejarem. Mas que façam isso no recesso sacrossanto de seus lares, como dizia uma expressão do tempo de minha mãe. Os não-fumantes agradecem!

terça-feira, 1 de fevereiro de 2011

Sarney. Sem comentários

José Sarney (PMDB-AP) foi eleito, pela quarta vez, nesta terça-feira, presidente do Senado. Em seu discurso de vitória, afirmou que vai se esforçar para fazer a melhor administração de sua vida, apesar de não ter desejado o cargo inicialmente.
"Não desejava o cargo, dele não pude fugir", disse o senador, que disse estar comprometido com valores éticos. “Vamos seguir na preservação dos valores éticos e morais que nós devemos ter na vida pública”, afirmou.   
Só reproduzo. Abstenho-me de comentar.

O homem do baú

Fazendo piadas e vestindo camisa amarelo ouro, o empresário Silvio Santos declarou à imprensa que as pendências do Banco Panamericano, cujo rombo era de 4 bilhões de reais, foram sanadas com a venda do mesmo para o BTG Pactual.
Para pobres mortais, em caso de inadimplência de uma conta de míseros 100 reais, existe o cancelamento de cartões, o nome no CERASA e no cartório mais próximo, a malha fiscal. Para o dono do Baú, as coisas se resolvem mais facilmente.
_”Não  ganhei nem perdi nada”, declarou o animador.
Questão: ele esperava ganhar alguma coisa???

Ano do coelho

A  net nos anuncia que, no dia 3 de fevereiro, os chineses começam seu novo ano, este sob a égide do coelho. A cor correspondente é o vermelho.
Assim como os ocidentais, os chineses festejam o ano novo com rituais que envolvem comidas típicas e presentes.
O coelho, animal símbolo deste ano, não é lembrado apenas pela fertilidade famosa. É tido também como "um animal cauteloso. Sempre está alerta e atento ao seu arredor e garante que o passo seguinte seja sempre seguro", segundo o analista econômico Philip Chow.
Para mim, vermelho é a rainha das cores. E o coelho é um bicho tido e havido como de boa paz. Se eu fosse chinesa, festejaria a data vestida de vermelho e com cara de coelha precavida!